Nota de Repúdio

A Sociedade Literária do Morro do Castelo, coletivo carioca formado por escritores, poetas e demais artistas brasileiros, vem repudiar o assassinato de João Alberto Silveira Freitas. Este é mais uma vítima do assassinato de pessoas pretas no país e é mais uma vítima do racismo estrutural que flagela nossa sociedade.

O ato cometido às vésperas do Dia da Consciência Negra revela a torpeza e crueldade de seus assassinos, que demonstraram, nas imagens registradas em vídeo, todo o ódio que nutrem contra a população negra. Envergonha-nos como brasileiros que um desses assassinos seja integrante das forças de Segurança Pública do Estado do Rio Grande do Sul, o que reforça ainda mais o problema da violência policial contra as minorias deste país.

Enquanto cidadãos, esperamos que a justiça puna estes criminosos com severidade e que a Brigada de Polícia do Estado do Rio Grande do Sul forneça a capacitação necessária a seus integrantes, para que não tornemos mais a ver as páginas dos jornais deste país ensanguentadas com o sangue do negro e para que tenhamos um dia uma sociedade livre de toda forma de opressão.